Wednesday, 23 May 2012

1963 - 1965 Vilela at Cinelândia & Filmelândia

More of Celia Vilela's columns at magazines 'Cinelândia' and 'Filmelândia' owned by newspaper 'O Globo'. Célia had a radio-show on Radio Globo and a TV weekly show at TV Continental where she reigned supreme as the Queen of Rock in Rio de Janeiro. TV in 1963 was only made locally; there were no satellites then even though local TV shows could be recorded in video-tapes and distributed across Brazil, but as TV Continental was only a local Rio de Janeiro station no such a thing would be possible. 

1 9 6 3

Janeiro 1963 – 2ª quinzena – Cinelândia – Célia Villela’s ‘Na roda do Rock’ [duas páginas]


Célia Villela e Jair de Taumaturgo brindam com champagne o aniversario dela. Texto: com a cativante presença de Jair de Taumaturgo, meu aniversário foi devidamente comemorado na TV Continental. A bonita moreninha à direita da foto é minha irmã Marlene.

Célia agradece às moças de seu fã-clube, mais Selmita, Cleide Alves, Lucienne Franco, Carlos Eduardo Becker e Joninhas [do conjunto The Angels], Roberto Carlos, minha maninha Marlene Villela, Mario Luiz e Jair de Taumaturgo e seu programa na TV Rio.


Ronnie Cord, Bobby de Carlo, Sergio Murilo, Rossini Pinto e Moacyr Franco dançando o twist. Internacional:  suposto romance de Richard Chamberlain e Connie Stevens.

Entrevista Ping-Pong com CÉLIA VILLELA:

Célia da Conceição Villela, nasceu em Belo Horizonte-MG, em 24 de novembro de 1939.
50 kg., 1,64 de altura e olhos castanhos.  Solteira.

C.:  Acha que o twist matou o rock’n’roll?
V.:  O twist, para mim, é apenas uma maneira diferente de dançar o rock, assim sendo houve apenas mudança de rótulo.

C.: Gosta de andar?
V.:  Adoro, principalmente num dia de chuva...

C.: O que acha da bossa nova?
V.:  Eu gosto de tudo que é renovação, senão haverá a estagnação, o que é prejudicial em qualquer setor de atividade.

C.:  Gosta de montar a cavalo?
V.:  Gosto e sei até ensinar.  É um dos esportes que eu mais gosto de praticar.

C.:  Qual é a sua reação diante de uma briga?
V.:  Eu me afasto completamente... quando não consigo separar os brigões.

C.:  O que acha da profissão de jornalista?
V.:  Eu pretendo ser algum dia uma jornalista, profissão que desempenhada com honestidade é muito bonita.

C.: Gosta de beber?
V.: Depende da ocasião.

C.:  Qual a sua opinião sobre o ódio?
V.:  Acho que todo mundo deveria gostar um do outro.

C.:  Já tomou alguma condução errada?  Que fêz?
V.:  Eu sinto vontade de ficar zangada, mas sei que se assim proceder ficarei mais feia, bem como despertarei o meu fígado.

C.:  Qual é a importância do intelectual no Brasil?
V.:  Através da opinião dêles é que se forma o conceito e a inteligência de um povo.

C.:  Qual é a restrição que faz à mulher?
V.:  Ser muito crédula.

C.:  Em que plano de ascendência coloca a pintura na mulher?
V.:  É um complemento, às vêzes, necessário, mas nem sempre obrigatório.

C.:  Qual foi a maior dificuldade de sua vida?
V.:  Ainda é a de acreditar em todo mundo.

C.:  Qual deve ser a maior preocupação da mulher?
V.:  Casar, ter filhos e ser feliz com êles.


Filmes:  ‘Trabalhou bem, Genival!’ (1955, com Ronaldo Lupo, Zé Trindade, Zezé Macedo) e ‘Vagabundos no society’ (1962, com Jayme Costa).


Março 1963Filmelândia – Célia Villela’s ‘Girando o disco

Neil Sedaka de passagem pelo Rio, estêve matando as saudades de seus inúmeros admiradores.  Neil trabalha no filme ‘Sugar Loaf’, com Rossano Brazzi e Rhonda Fleming, e na película canta ‘Instant love’ e ‘It happened’, ambas de sua autoria.  Sedaka foi o 1º cantor na America a gravar Bossa Nova.

Dalva de Andrade, pela Odeon, o 78 rpm ‘Prelúdio p’ra ninar gente grande’ e ‘Cravo vermelho’.

NILSER é novidade de Nilo Sérgio, da Musidisc.  Suas capas são espetaculares.  ‘Lover’ é o 1º LP lançado pela etiqueta com Ed Lincoln e orquestra de Nilo Sérgio, que batizaram com o nome de The Lovers. 

Letra de ‘Desafinado’ aparece na seção.

Abril 1963 – 1ª quinzena – Cinelândia – Célia Villela’s ‘Na roda do Rock

Resposta a perguntas de um fã do Rio Grande do Sul:

V.:  Claro que creio em Deus.  Gosto de ler e muito mais de escrever.
Se sou invejada, não sei.  Será?  Se não fôsse artista, gostaria de sê-lo.

Carlinhos Becker informa de Miami.  Becker, chefe e ‘crooner’ do conjunto The Angels, enviou-nos gentilmente de Miami, onde faz um curso de especialização na Miami University, as noticias:

Estas foram as músicas mais executadas em Miami em FEV 1963:

1. Hey, Paula                            Paul & Paula
2. Ruby baby                              Dion
3. Baby doll                                Carlo
4. End of the world                      Skeeter Davis
5. Rhythm of the rain                   Cascades
6. Blame it on the Bossa Nova      Eydie Gorme
7. Linda                                      Jan & Dean

Agradeço esta colaboração do Carlinhos, esperando que êle alcance sucesso na universidade e que volte a trabalhar, para a alegria de suas fãs, que estão morrendo de saudades...


Ronnie Cord é homenageado por Soninha, presidente de seu fã-club, no programa de Antonio Aguillar.

Agradecimento: Agradeço, por intermédio do grande amigo Antonio Aguillar, comandante do programa 'Rítmos para Juventude', da Radio Nacional de São Paulo, às fãs que me enviaram inúmeras cartas, preocupadas com o meu estado de saúde. A essas fãs gentis e carinhosas, o meu abraço. Saibam vocês que, com as cartinhas que recebi, eu me senti até melhor! Graças ao Antonio, elas puderam saber que eu havia ido passar as férias em São Lourenço-MG, onde recebi as missivas. Ao Antonio Aguillar e às minhas queridas fãs paulistas (principalmente) um abraço bem forte. Se Deus quiser, dentro em breve estarei com vocês!... Um beijinho, OK?

Maio 1963Filmelândia – Célia Villela’s ‘Girando o disco

De Parada em Parada:  José Mariano Neto, do Paraná;  carta de 23 MAR 1963:

1. My love for you                  Johnny Mathis
2. One note samba                   June Cristy
3. Filme triste                           Trio Esperança
4. Cherie, I love you                   Ray Charles
5. Tonight, my love, tonight        Paul Anka

Admardo Teixeira, de Duque de Caxias-RJ; carta de 25 MAR 1963:

1. Tamanco no samba             Orlann Divo
2. Filme triste                            Trio Esperança
3. Cuando calienta el sol             Rosita Gonzales
4. Amor ingrato                          Silvinho
5. Triste e abandonado                Roberto Carlos

Letra de ‘My bonnie’, adaptação de Juvenal Fernandes, com Maria Regina [RCA].

Dora Lopes, ‘Enciclopédia da gíria’, LP Mocambo com Dora.  Ainda da Mocambo temos João Roberto Kelly.

‘Samba no Japão’, com Orlann Divo, da Musidisc.

‘Eu, Miltinho’, da RGE.

‘A grande revelação’, com o novato, mas promissor Altemar Dutra, grande lançamento da Odeon.

Photo:  Ondem andam ‘The Platters’?


Maio 1963 – 1ª quinzena – Cinelândia – Célia Villela’s ‘Na roda do Rock


Wilson Miranda já é papai.
Celly Campello espera a chegada da cegonha.
Muito bom Wilson Simonal cantando bossa nova.  Aliás, Wilson é bastante versátil.
Carlinhos Becker e seu irmão já voltaram dos Estados Unidos, onde foram fazer um curso. Muito em breve o conjunto The Angels estará se apresentando novamente.

Nota-se que a pagina de Villela já não é tão bem elaborada como antes.  A maioria das notícias são de cantores estrangeiros.

Julho 1963Filmelândia – Célia Villela’s ‘Girando o disco

Queda na vendagem de discos:  os interessados no mercado fonográfico andam preocupados com a queda sofrida pelas vendas nos ultimos meses. É que com a alta do custo de vida a vendagem de discos baixou em 50%.

De ‘Parada em Parada’:  José Manuel, de Luanda, Angôla, cartão-postal:

1. Garôta solitária                                      Ângela Maria
2. Speedy Gonzales                                     Pat Boone
3. Cavaleiros do céu (Ghost riders in the sky) Trio Ouro Negro
4. Fita meus olhos                                        Francisco José
5. Let’s twist again                                        Chubby Checker

Antonio Scottà, de Vitória-ES:

1. Suave é a noite (Tender is the night)   Moacyr Franco
2. Filme triste [Sad movies]                         Trio Esperança
3. Hava Nagila                                            Chubby Checker
4. Vai, saudade                                          Haroldo José
5. Aquêles olhos verdes                              Trio Irakitan


Boogie do bebê’ e ‘Coisinha linda’ [Odeon], mais recente compacto de Tony Campello.
Pequena marcha para um grande amor’ e ‘Um sonho a mais’ [Odeon], 78rpm de Juca Chaves.
Dalva de Andrade em compacto-duplo Odeon, com ‘Cigana’, ‘Não me esqueças’ e + 2.
Cleide Alves com ‘Twist do Habibi’ e ‘Procurando um brôto’, 78 rpm da Copacabana.

Alcides Gerardi: muito sucesso com ‘Tem bobo p’ra tudo’.


Photos: Marlene Villela, numa de suas apresentações na Radio Nacional, lança 78rpm Columbia, ‘Venha cá’ e ‘Televisão’.

Doris Day: aproveita o intervalo de uma gravação p’ra saborear um delicioso cafèzinho brasileiro.


ECOS DA BROADWAY – Daniel Taylor – Best selling albums in the U.S.A.:

Days of wine and roses                                 Andy Williams         Columbia
West Side Story                                           sound-track             Columbia
Moving                                                         Peter, Paul & Mary  WB
It happened at the World’s Fair                       Elvis Presley           RCA
Lawrence of Arabia                                        sound-track             Col-pix

Fly me to the moon & the Bossa Nova Pops   Joe Harnell              Kapp
Bye bye birdie                                              sound-track             RCA
Joan Baez in concert                                    Joan Baez               Vanguard
Modern sounds in Country & Western             Ray Charles            ABC-Paramount
The best of Kingston Trio                               Kingston Trio           Capitol

Blame it on the Bossa Nova                           Eydie Gorme           Columbia
Surfin’ USA                                                  The Beach Boys       Capitol

Filmes dramatizados na revista Filmelândia:

1. How the west was won – A conquista do Oeste
2. Il gattopardo – O Leopardo
3. Hud – O indomado
4. La reina del Chantecler – A rainha do Chantecler


Agosto 1963 – 2ª quinzena – Cinelândia – Célia Villela’s ‘Na roda do Rock’.

Célia Villela na TV Rio

Quero renovar meus agradecimentos a todos que comparecerm ao meu programa de estréia na TV Rio, sábado, dia 6 JUL 1963.  Aos meus diretores, colegas do Canal 13, ao Roberto Carlos, Ed Wilson, Cleide Alves, Rossini Pinto, Tony Checker e outros, o meu mais sincero abraço.  Agradeço ainda à Luva Publidade,a o Demétrius Nacional Fan-Club pelas bonitas flôres que me ofertaram na ocasição. Não se esqueçam de que agora estarei todos os sábados às 17:30 horas, sob a direção de Luiz Quirino, contando sempre com o fabuloso conjunto The Angels no Canal 13, em ‘Célia Villela na TV’.  A figura simpatica de Isolda lá estará também.

Discos para festas:

Paul Anka – compacto LC 16.032
Little Peggy March – compacto LC 16.034
Canta Nico Fidenco – LP da RCA
Roberto Carlos – Splish Splash 78 rpm – CBS


Outubro 1963 – 1ª quinzena – Cinelândia – Célia Villela’s ‘Na roda do Rock


Antonio Aguillar estréia na TV Excelsior, Canal 9 de São Paulo

Depois de um ano, volta Antônio Aguillar à TV.  Com muito sucesso estreou dia 23 AGO 1963 na TV Excelsior, Canal 9 – São Paulo, o seu programa ‘Encontro com a juventude’. Dizem que depois do casamento ele está engordando.  Marly, cuida bem de você, heim?

Os melhores de 1963 – resultado da 2ª apuração

Cantora:  Celly Campello [210 votos];  Cleide Alves [80];  Wanderléia [70]
Cantor:   Nick Savóia [150];  Roberto Carlos [90];  Ed Wilson [30]
Cantor [a] revelação:   Albert [200];  Rosemary [80];  Cleide Alves [60]
Disc-jockey:  Antônio Aguillar [220];  José Messias [70];  Luiz de Carvalho [40]
D.J. rev:  João Martins-SP [150];  Oliveira Filho e Ademar Dutra [50];  Rossini Pinto e Antônio Carlos [50]
Conjunto:   The Angels [180];  The Clevers [150];  The Jet Black’s [50]
Conjunto revelação:  The Jordans [100];  The Angels e The Hits [80];  The Flamings [60]
Programa:   ‘Rítmos para a juventude’ [200];  ‘Hoje é dia de rock’ [50];  ‘Luiz de Carvalho’ [20]
Programa de TV: ‘Alô, brotos’ [SP] [100];  ‘Isto é sucesso’ [SP] [60];  ‘Hoje é dia de rock’ [50]

Photo:  Rosemary


Outubro 1963 – 2ª quinzena – Cinelândia – Célia Villela’s ‘Na roda do Rock


Esta é Ellis Regina, uma jovem cantora que já conta com uma legião de fãs, principalmente no Rio Grande do Sul.  E a garôta, pelos seus inegáveis dotes artístico, bem que merece os aplausos que vem recebendo.

Agradecimento:  agradeço a meus fãs, pela honrosa classificação que obtive no concurso promovido por José Messias, ‘Favoritos da Nova Geração’.  O conjunto The Angels foi classificado também e é em nome de seu chefe, Carlos Becker, que abraço a todos.


Outubro 1963Filmelândia – Celia Villela’s ‘Girando o disco


De ‘Parada em Parada’:  João P., de Três Rios-RJ;  carta de 16 JUN 1963

1. Passo do elefantinho [Baby elephant’s walk]  Trio Esperança
2. Não diga a ninguém                                            Leila Silva
3. Hava Nagila                                                        Chubby Checker
4. Voltou a carta [Return to sender]                          Demétrius
5. Esta noite eu queria que o mundo acabasse         Silvinho


Leila Martins Presley, de Campos-RJ;  carta de 17 AGO 1963

1. Não diga a ninguem                 Leila Silva
2. Volte p’ra casa                            Noite Ilustrada
3. Hava Nagila                                Chubby Checker
4. Return to sender                          Elvis Presley
5. Garôta legal                                Wilson Simonal

Rosemary, da RCA, ‘Eu te seguirei’, versão de ‘Chariot’, um das faixas do compacto-duplo. Wilson Miranda, da Chantecler, LP ‘Sucessos e balanço’. Demétrius, da Continental, lança seu 3º LP.  Ainda preferimos o 1o, mas esse é melhor que o 2º . Destacamos  ‘Filme triste’, ‘Voltou a carta’ e ‘Blue suede shoes’.

Rita Pavone, a mais atual coqueluche dos jovens europeus, aparece entre nós com um compacto-duplo RCA. Destacamos ‘Alla mia età’ e ‘Clementine Chérie’.

Antonio Prieto, com LP RCA, de título ‘Cuando calienta el sol’.

Dee Dee Sharp, da Fermata, em LP 'All the Hits', com ‘The locomotion’, ‘Breaking up is hard to do’ e mais outras faixas.

Photo:  Albert [Pavão] – um dos mais aplaudidos cantores jovens de São Paulo.

1965


Volta de Celia Vilela - Revista do Radio 13 Fevereiro 1965.

Essa é a ultima notícia que tenho de Célia Vilela, que aparece nessa foto da RR de 13 FEV 1965 apresentando um programa com a participação de The Clevers, com seu uniforme favorito, terno com jaqueta dourada. Risonho segura sua guitarra e Manito empunha seu poderoso saxofone. The Clevers tinham voltado de uma tournee vitoriosa pela Italia, onde animaram o final do Festival de Cinema de Veneza, acompanhando Rita Pavone.

O texto da nota na RR diz:

Volta - A cantora Celia Vilela retornou às atividades artísticas, depois de uma ausência de vários mêses. Além de reaparecer em radio e TV, a estrêla dos ritmos jovens vem de gravar um LP na Musidisc, destinado a franco sucesso.

Deduz-se pela 'ausência de vários mêses', que Celia Vilela, muito provavelmente tenha se afastado nesse período para dar à luz a sua primeira filha, Barbara. Apesar do publico jovem não saber na época, Vilela tinha se casado com Carlos Becker, guitarrista do conjunto The Angels, que depois mudou de nome para The Youngsters, gravando na CBS no auge da Jovem Guarda, que começaria em Agosto desse mesmo 1965.

Eu creio que Vilela tenha se retirado do radio e TV justamente quando a Jovem Guarda se firmou em São Paulo. Quem tiver mais informação sobre essa época, por favor, contate-nos. Obrigado.







No comments:

Post a Comment